Deus conhece o nosso coração e sabe de todas as intenções que há nele - Continuação


Raquel estava tão cega e obstinada que chegou ao ponto de falar para Jacó: "Dá-me filhos, senão eu morrerei!"

Era como se Jacó fosse o deus da vida de Raquel e que ele pudesse mudar a sua situação e não Deus. Isso nos mostra que Raquel não tinha vida com Deus, pois se tivesse, jamais teria dito tais palavras a seu marido.
Vendo Raquel que não dava filhos a Jacó, teve inveja de sua irmã, e disse a Jacó: Dá-me filhos, se não morrerei. Então se acendeu a ira de Jacó contra Raquel, e disse: Estou eu no lugar de Deus, que te impediu o fruto de teu ventre? Gênesis 30:1-2
Raquel estava mesmo obstinada e queria por que queria um filho e mesmo Jacó estando irado por causa do absurdo que ela acabara de falar, ainda assim ela ofereceu a sua serva Bila para que Jacó se deitasse com ela e assim ela pudesse ser "mãe" por meio da sua serva.


Eis aqui minha serva Bila; coabita com ela, para que dê à luz sobre meus joelhos, e eu assim receba filhos por ela. Gênesis 30:3

Jacó a possuiu e Bila deu a luz ao primeiro filho e Raquel disse:

Julgou-me Deus, e também ouviu a minha voz, e me deu um filho; por isso chamou-lhe Dã. Gênesis 30:6

Será mesmo que Deus ouviu a voz dela? Ela tinha falado com Ele ou buscado Nele a solução para o seu problema?

Bila engravidou novamente e Raquel disse:

Com grandes lutas tenho lutado com minha irmã; também venci; e chamou-lhe Naftali. Gênesis 30:8

Sabe aquela mulher que vê a amiga com a bolsa da moda e ela não fica sossegada até comprar uma também, mesmo que tenha de importunar o seu marido ou estourar o limite do cartão de crédito, aumentando ainda mais as suas dívidas? São situações diferentes, mas os sentimentos são os mesmos...

O fato é que Raquel permaneceu estéril por muitos anos, até o dia em que ela resolveu, por um breve momento buscar a Deus e Ele a respondeu:

E lembrou-se Deus de Raquel; e Deus a ouviu, e abriu a sua madre. E ela concebeu, e deu à luz um filho, e disse: Tirou-me Deus a minha vergonha.E chamou-lhe José, dizendo: O SENHOR me acrescente outro filho. Gênesis 30:22-24

Raquel deu a luz a José e o nascimento de Benjamim, seu segundo filho, foi muito penoso para ela, que sequer teve o menino nos braços, pois veio a falecer durante o parto.

Jacó fugiu das terras de Labão, antes de Benjamim nascer. Ele estava cansado da exploração do seu sogro. Por isso untou suas mulheres, seus filhos, seus bens e partiu. Mas antes de ir Raquel mais uma vez deu provas que não tinha compromisso com Deus.

E havendo Labão ido a tosquiar as suas ovelhas, furtou Raquel os ídolos que seu pai tinha. Gênesis 31:19

Labão partiu no encalço de Jacó e ao encontra-lo além de questionar o motivo para ele ter saído fugido da sua terra, perguntou porque ele tinha furtado os seus deuses.

...se querias ir embora, porquanto tinhas saudades de voltar à casa de teu pai, por que furtaste os meus deuses? Gênesis 31:30

Jacó, como tinha consciência que não pegou nada que não lhe pertencesse ao sair da casa de Labão lhe respondeu:

Com quem achares os teus deuses, esse não viva; reconhece diante de nossos irmãos o que é teu do que está comigo, e toma-o para ti. Pois Jacó não sabia que Raquel os tinha furtado. Gênesis 31:32

Raquel, claro, deu um "jeitinho" de esconder o que ela tinha feito e Labão não achou os deuses com ela. Mas Deus sabia...

Lembra-se do nascimento de Benjamim? É claro que Deus não puniu Raquel, mas certamente ela colheu os frutos das suas próprias ações.

Jacó pensou que Labão o enganou na noite de núpcias, mas na verdade quem enganou ele foi o seu próprio coração. Ele talvez tivesse se apaixonado por Raquel por causa da sua aparência. Da mesma forma que ele desprezou Lia, talvez também por causa da sua aparência.

Mas Deus sabia quem eram as duas e conhecia tanto o coração puro de Lia, quanto o coração incrédulo de Raquel. Deus sabia que a sua intenção não era glorifica-lo, mas sim vangloriar-se e mostrar para sua irmã que além de ter o amor de Jacó, ela também lhe dava filhos.

Chego a conclusão que Raquel só teve seus dois filhos, José e Benjamim, por causa da promessa de Deus para Jacó. Raquel fez parte da história de Jacó, mas não fez história ao lado dele, por causa do seu enganoso coração.

Estamos vivendo a fé da Fogueira Santa de Israel - Diga-se de passagem a mais especial de todas, pois nela estamos travando com Deus uma luta para que a nossa identidade seja mudada, assim como Jacó teve a sua identidade mudada na luta que ele travou com o Anjo, no Vau do Jaboque.

Mais do que nunca devemos avaliar a nós mesmos e procurar saber qual é a intenção que há no nosso coração ao fazermos os nossos pedidos para Deus. Por que queremos ser abençoados por Ele?

Para Sua glória ou por orgulho próprio? Para engrandecê-Lo ou para se vangloriar? Para que Ele seja exaltado na nossa vida ou por "rixas"pessoais?

Que tudo que venhamos fazer, seja para Sua gloria, para que Ele seja engrandecido e que o sonho DELE seja realizado em nossa vida.

Deus conhece o nosso coração e sabe de todas as intenções que há nele...Ele é quem vai julgar a cada um de nós.

#CanseiDeSerEuMesma
#EuQueroUmaNovaIdentidade

Leia também