Jesus serviu aqueles que iriam traí-lo, nega-lo, abandona-lo...Ele os amou


Antes da festa da páscoa, sabendo Jesus que era chegada a sua hora de passar deste mundo para o Pai, e havendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até o fim.
Enquanto ceavam, tendo já o Diabo posto no coração de Judas, filho de Simão Iscariotes, que o traísse,
Jesus, sabendo que o Pai lhe entregara tudo nas mãos, e que viera de Deus e para Deus voltava,
levantou-se da ceia, tirou o manto e, tomando uma toalha, cingiu-se.
Depois deitou água na bacia e começou a lavar os pés aos discípulos, e a enxugar-lhos com a toalha com que estava cingido.
Chegou, pois, a Simão Pedro, que lhe disse: Senhor, lavas-me os pés a mim?
Respondeu-lhe Jesus: O que eu faço, tu não o sabes agora; mas depois o entenderás. 
João 13:1-7

Jesus conhecia o futuro daqueles a quem Ele lavaria os pés. Ele sabia que Judas iria traí-lo, que Pedro iria nega-lo, que todos os discípulos em poucas horas iriam abandona-lo, que Tomé duvidaria da sua ressurreição...mas ainda assim não deixou de ama-los, amou-os até o fim e para demostrar tamanho amor, simplesmente os serviu.
Ele se levantou, tirou sua túnica exterior, envolveu na cintura a faixa do servo, pegou a bacia e se ajoelhou diante de um dos discípulos. Desatou-lhe a correia da sandália, e com suavidade levantou o pé e o colocou dentro da bacia, cobrindo-o com água, e começou a lavá-lo. E assim o fez, um por um. Ele não poderia ter deixado maior exemplo de amor!

Leia também